TRANSTORNOS HEMORRÁGICOS NAS MULHERES

Todos os distúrbios hemorrágicos (ou coagulopatias) podem afetar as mulheres. Mas a incidência de mulheres em cada tipo de coagulopatia é diferente.

As mulheres que sofrem de distúrbios hemorrágicos podem ser diagnosticadas com:

  • Doença de vonWillebrand;
  • Hemofilia A (ou Deficiência de fator VIII);
  • Hemofilia B (ou Deficiência de fator IX);
  • Deficiência de fator I: afibrinogenemia, hipofibrinogenemia ou disfibrinogenemia;
  • Deficiência de fator II ;
  • Deficiência de fator  V;
  • Deficiência de fator VII;
  • Deficiência de fator X;
  • Deficiência de fator XI;
  • Deficiência de fator XIII;

Cada diagnóstico terá diferentes sintomas e diferentes tratamentos.

Alguns dos sintomas dos distúrbios hemorrágicos em mulheres são: hemorragia menstrual intensa ou prolongada (menorragia); Sangramento anormal após o parto; contusões frequentes;  hemorragia nasal frequente e prolongada; sangramento prolongado após procedimentos odontológicos; sangramento anormal após cirurgia ou trauma.

Muitas mulheres sofrem fadiga constante devido à anemia por deficiência de ferro e algumas mulheres sofrem de depressão como resultado do stress do distúrbio de sangramento.

A menorragia pode afetar seriamente a qualidade de vida das mulheres pois muitas sofrem dores durante os períodos menstruais, ovulação e durante a relação sexual. A menstruação intensa também pode provocar constrangimentos por causa de manchas nas roupas. Esses sintomas são comummente ignorados ou negligenciados por muitos tratadores não especialistas em coagulopatias.

Muitas mulheres com distúrbios hemorrágicos sentem dor durante o período menstrual. Isso é chamado de dismenorréia. Eles também podem ter dor no meio do ciclo de seu período, o momento da ovulação, se o sangramento é pesado.

A causa dessa dor não é conhecida. Pode ser causado pelo volume de sangue e coágulos mal formados no útero.  Algumas mulheres podem ter uma condição separada chamada endometriose. Com esta condição, o tecido endometrial se forma fora do útero, por exemplo, em torno do abdômen.

Quando uma mulher menstrua, o tecido endometrial – onde quer que esteja no corpo – sangra. Se essas mulheres também tiverem um distúrbio de sangramento, o sangramento pode ser pesado. O sangue pode irritar a parede abdominal, causando dor.

DOE